Google Tag Manager

terça-feira, 22 de junho de 2010

Quatro patas, férias a galope, muito legal!

Fonte: http://www.diarioweb.com.br
Jornal da Web de São José do Rio Preto, SP




Quatro patas
Férias a galope
  Rubens Cardia 

Os estudantes Fabrício, Taís, e Camilla, durante passeio
Fabiano Ferreira Angelo
Não precisa ser nenhum peão ou morar na zona rural para desfrutar do prazer de um passeio a cavalo. Com a chegada das férias, é comum que os haras ofereçam passeios curtos e até trilhas sobre quatro patas. Além da possibilidade de apreciar a natureza, uma volta em cima do animal é um bom exercício aeróbico, pois movimenta vários músculos do corpo e resulta num relax total. Em Rio Preto, há boas opções para passeio.
O Clube Equitana, por exemplo, é um dos que disponibilizam seus cavalos para passeios de uma hora, acompanhados de um monitor. Segundo o treinador e juiz de provas Ricardo Marchi Martins Costa, o visitante pode utilizar as pistas de tambor e baliza, ou cavalgar pelos quatro alqueires e meio da propriedade onde fica o Equitana. “Algumas pessoas fazem o passeio e acabam se interessando pelos cursos”, conta o treinador, conhecido como Cacá.
Outra opção é o Haras Santa Inês, que cobra R$ 15 por hora e tem quatro cavalos amansados para passeio. De acordo com Mariângela Domingues, funcionária do haras, todas as atividades feitas pelo visitante são acompanhadas por um instrutor, para oferecer maior segurança.

No Centro de Treinamento Ferradura, próximo ao distrito de Talhado, os passeios a cavalo duram duas horas e meia, e podem ser feitos de segunda a sexta-feira, durante todo o dia. A maior procura, segundo o proprietário Dolvano Aparecido Ferreira Costa, acontece no final do ano, mas nas férias de julho o interesse pela atividade também aumenta.
O local tem cinco cavalos destinados ao passeio, que sai por R$ 20, e é acompanhado por um monitor. Já a Sociedade Hípica Rio-pretense não tem passeios avulsos, mas oferece um curso rápido de férias com duração de uma ou duas semanas.
Segundo a instrutora Julie Louisa Purgly, as aulas acontecem no recinto de exposições da cidade e o aluno tem noções de hipismo. Um pacote com oito aulas saipor R$ 80.
Para saber mais, clique em mais informações, abaixo.




Passeio ecológico


Um dos diferenciais do Rancho Cowboy Completo, também em Rio Preto, são os passeios ecológicos a cavalo oferecidos aos domingos, na Mata dos Macacos, bem próxima ao haras. De acordo com o proprietário Flávio Barbeiro, além do interesse pelas aulas de equitação, o rancho recebe visitantes de outras cidades em busca dos passeios ao ar livre. São médicos, executivos e moradores de grandes centros como São Paulo, além da garotada, que muitas vezes nunca montaram um cavalo e por isso procuram a atividade.
O passeio, independente do tempo e do percurso, custa R$ 15. O rancho também promove churrascos nos finais de tarde, num espaço construído bem ao estilo country.

Passeio afugenta o estresse


“Quando estamos montados num cavalo não há como pensar em problemas. A interação com o animal é excelente para relaxar”. A afirmação é da hipoterapeuta rio-pretense Nanci Affini, especializada em terapia adaptada aos passeios a cavalo.
De acordo com Nanci, são vários os benefícios de um simples passeio. “O contato estimula a descontração, reforça a auto-estima e funciona como uma atividade aeróbica”, explica. Ela diz que o fato da pessoa poder montar um cavalo e saber que ele está disposto a conduzi-la a algum lugar, dá a sensação de força e segurança. Do ponto de vista estético, o passeio exige uma postura ereta e movimenta uma grande cadeia muscular, uma vantagem e tanto para o corpo.
“No mundo corrido de hoje, um passeio a cavalo é um antídoto anti-estresse”, considera a hipoterapeuta. Para ela, a trote ou galope, andar a cavalo significa interagir com a natureza, assim como um músico entra em sintonia com o próprio instrumento.

Acessórios


Para quem não quer fazer cursos e competir em provas tradicionais como a de tambor e baliza, bastam poucos acessórios para fazer um bom passeio a cavalo. A calça jeans é uma peça básica para proteger as pernas. Nos pés, bota ou botina não deixam que o pé escorregue pelo estribo e provoque quedas.
Uma das novidades é um tênis especial para cavalgada, vendido em lojas especializadas em artigos country, a partir de R$ 70. “Prefiro o tênis porque ele é mais leve e confortável que as botas”, opina a estudante Camilla Barbeiro, 15, que desde os seis anos de idade participa de provas da categoria.
Por último, é importante não esquecer de se proteger do sol com protetor solar e um boné, seguir as instruções do monitor.

Onde cavalgar:


- Clube Equitana, passeios a cavalo a R$ 10 por hora, das 7 às 19 horas. Fone (17) 9772 1610

- Haras Santa Inês, passeios a cavalo a R$ 15 por hora, das 8 às 19 horas. Fone (17) 229 2702

- Centro de Treinamento Ferradura, passeios a cavalo a R$ 20 por duas horas e meia, de segunda a
sexta-feira. Fone (17) 224 3363

- Sociedade Hípica Rio-pretense, curso de férias de equitação. Pacotes com oito aulas a R$ 80.Fone (17) 9113 9928

- Rancho Cowboy Completo, passeio ecológico a cavalo aos domingos de manhã, a R$ 15. Fone (17) 229 1725

- Nanci Affini, hipoterapeuta, fone (17) 9774 0368.