O bruxinho Harry Potter já sabe como funciona a capa da invisbilidade
Reprodução
O bruxinho Harry Potter já sabe como funciona a capa da invisbilidade
Aqui está mais uma notícia que fará sucesso entre os fãs de Star Trek e de Harry Potter e que vai realizar o sonho de Clay Aiken. Não tem nada a ver com as técnicas mentais secretas para desaparecer de uma reunião de equipe.
Sir John Pendry, do Imperial College de Londres, e o time de cientistas trans-Atlantic estão trabalhando em conjunto para desenvolver um manto real de invisibilidade. Quando o projeto for concluído (a previsão é em 2011), o manto funcionará da mesma maneira como nos filmes. A pessoa ou objeto coberto pelo manto desaparecerá completamente.
Falamos sobre um outro manto de invisibilidade, em 2005, que utilizava um tecido refletor, uma câmera de vídeo, um computador e um projetor e tornava o utilizador "quase" invisível. Esse tecido refletor é, na verdade, opaco e formado por pequenos grãos. Enquanto outros materiais refletem ou deixam a luz difusa, esse manto manda a luz de volta para sua fonte. Mas tudo que ele faz é criar uma reflexão mais brilhante. É nesse momento que entra o computador, a câmera de vídeo e o projetor. O manto de invisibilidade se torna a tela do projetor e mostra justamente o que a câmera, que está atrás da pessoa que veste o manto, captura.

Imagem cedida pelo Laboratório Tachi, Universidade de Tóquio
Para entender melhor o que acontece, aqui está um resumo da reflexão descrita no artigo Como funciona a luz:
Quando uma onda de luz atinge um objeto, o resultado depende da energia da onda de luz, da freqüência natural em que os elétrons vibram no material e a força com que os átomos no material seguram seus elétrons. Baseados nesses três fatores, quatro coisas diferentes podem acontecer quando a luz atinge um objeto:
  • as ondas podem ser refletidas ou espalhadas no objeto
  • as ondas podem ser absorvidas pelo objeto
  • as ondas podem ser refratadas pelo objeto
  • as ondas podem passar pelo objeto sem produzir qualquer efeito
Mais de uma possibilidade acima pode acontecer.
Na absorção, a freqüência da onda de luz está próxima da freqüência dos elétrons no material. Os elétrons pegam a energia da onda de luz e começam a vibrar. O que acontece depois depende de quão forte é a ligação dos átomos com seus elétrons. A absorção ocorre quando os elétrons estão bem juntos e passam as vibrações para os núcleos dos átomos. Isto faz com que os átomos acelerem, colidam com outros átomos no material e devolvam calor como resultado das vibrações.
A absorção de luz transforma um objeto em negro ou opaco de acordo com a freqüência da onda de luz. A madeira é opaca para a luz visível. Alguns materiais são opacos para algumas freqüências de luz e transparente para outras. O vidro é opaco para a luz ultravioleta e transparente para a luz visível.
Pendry e seu time trabalham em um manto que não utiliza o equipamento de vídeo citado anteriormente. O manto deles (que realmente é um escudo de invisibilidade, em razão de seu tamanho e espessura) será feito de metamateriais que não absorvem nem refratam a luz, mas fazem o redirecionamento. Atualmente, o time só é capaz de trabalhar com comprimentos de onda maiores que o da luz. Eles têm estatísticas para provar que a invisibilidade é possível; por enquanto, porém, é somente teoria. Atualmente, existe somente a tinta invisível e... este cara aqui.
Veja o vídeo da Universidade de Tóquio sobre a capa da invisibilidade.
Vejam um artigo já publicado, em Novembro de 2010, pela Revista Veja - Ciência sobre o assunto