Google Tag Manager

terça-feira, 27 de março de 2012

Jogo Lobisomem, Mafia, Cidade Dorme ou Mafioso

Jogo Lobisomem, Mafia, Cidade Dorme

Cidade dorme

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cidade_dorme

As pessoas que eu conheço sempre jogam este jogo  sem detetives, com 3 anjos e 3 mafiosos.

 

Cidade dorme (ou Mafioso) é o nome de um jogo em que os participantes assumem 4 espécies de papéis: o delegado, o anjo, os cidadãos e os assassinos. Ganha o jogo o grupo que permanecer até o final e conseguir eliminar mais pessoas do outro grupo. É um pouco similar a Detetive, em que os assassinos "matam" e eliminam outros jogadores com piscadas.

Índice

Preparativos para o jogo

Recomenda-se para o jogo no mínimo 10 jogadores. Um dos jogadores não participa efetivamente do jogo e para este é determinado o papel do juiz. O juiz é escolhido entre os jogadores antes da partida começar e cabe a ele cuidar da dinâmica do jogo.

Como jogar

Os personagens devem ser sorteados previamente entre os jogadores. Numa partida com 10 jogadores (sem contar o Juiz), haverá um delegado, um anjo, três assassinos, e cinco cidadãos.

Em um método alternativo, o Juiz poderá distribuir os papéis aos demais jogadores. Com muita cautela e silêncio, quando os jogadores estiverem todos de cabeça baixa e olhos fechados, o Juiz toca na cabeça dos jogadores e depois anuncia quem será o quê. É importante que o personagem de cada um permaneça em segredo.

Uma vez que todos saibam que papel estarão representando, começa o jogo, presidido pelo Juiz. O Juiz chamará cada um dos outros jogadores, que, atendendo pelos nomes de seus personagens, deverão abrir e fechar os olhos assim que solicitados, bem como cumprir as instruções dadas pelo Juiz. Tudo deverá ser feito silenciosamente para que as identidades de cada um não sejam descobertas.

Rodadas

Durante cada rodada somente o Juiz fala, seguindo este roteiro definido:

1º) Juiz fala: "Cidade dorme", todos fecham os olhos.

2º) Juiz fala: "Assassinos, acordem", e os jogadores que receberam os papéis de assassinos abrem os olhos e se reconhecem. Depois o Juiz diz: "Assassinos, durmam", e eles voltam a fechar os olhos.

3º) Juiz fala: "Anjo, acorde", e depois de ver quem o anjo é, diz: "Anjo, durma".

4º) Juiz fala: "Delegado, acorde", também para saber de quem se trata, e depois: "Delegado, durma."

5º) Juiz fala: "Assassinos, acordem e escolham uma pessoa para matar." Então os assassinos levantam suas cabeças e abrem os olhos e apontam uma pessoa para morrer. Agora o Juiz fala: "Assassinos, durmam". Então os assassinos fecham os olhos e abaixam suas cabeças.

6º) Juiz fala: "Anjo, acorde e escolha uma pessoa para salvar". Naturalmente, o anjo não sabe quem os assassinos escolheram para morrer, então tentará adivinhar quem foi a vítima. Então levanta sua cabeça e abre os olhos e aponta uma pessoa para salvar. Juiz fala: "Anjo, durma", então o anjo fecha os olhos e abaixa sua cabeça.

7º) Juiz fala: "Delegado, acorde e diga quem você quer investigar." Então o delegado levanta sua cabeça e abre os olhos e aponta uma pessoa para investigar. Se o juiz fizer sinal de que é uma boa pessoa é porque essa pessoa é anjo ou cidadão, mas se o juiz fizer sinal de que é uma má pessoa é porque ela é um assassino. Juiz fala: "Delegado durma." Então o delegado fecha os olhos e abaixa sua cabeça.

8º) O Juiz fala: "Cidade amanhece", e todos abrem os olhos. O Juiz anuncia se alguém morreu, e essa pessoa sai do jogo.

Depois dessa dinâmica, os jogadores discutem entre si e tentam descobrir quem são os assassinos (os "mortos" não podem participar da discussão). Ao final de cada rodada terão que escolher mais alguém para eliminar do jogo.

Outra rodada começa, da mesma maneira que a primeira, até que todos os cidadãos estejam mortos ou que todos os assassinos sejam eliminados. Vence o grupo (do bem ou do mal) que conseguir eliminar o outro primeiro.

Variações de dinâmicas de jogo

Ao invés de os assassinos escolherem a vítima ao mesmo tempo, eles podem ser designisdos assassinos 1,2 e 3 respectivamente e assim, um assassino acorda de cada vez e escolhe sua vítima. assim portanto só há vitima quando a cidade acorda se a vítima em si receber dois ou mais votos(a maioria dos votos dos assassinos). Assim os assassinos devem se entender durante as discussões criando mais risco, possibilidades e dinamismo ao jogo. Também há a possibilidade de que os assassinos não se conheçam, diferenciando suas cartas e portanto eles deverão tentar se reconhecer e sincronizar seus votos durante as discussões, tornando o nível do jogo ainda mais alto.

Essas opções também podem ser utilizadar colocando-se dois anjos e dois delegados, criando-se mais papeis e tornando o jogo mais discutível e divertido.

Variações de nome

Cidade dorme também é conhecido com o nome de Mafioso ou `` detetive``. Os nomes usados para os personagens do jogo também podem variar de pessoa para pessoa, como acontece com outras histórias e jogos populares. As funções, entretanto, permanecem as mesmas. O delegado também pode ser chamado xerife ou detetive. O anjo pode também ser chamado de curandeiro. Os assassinos podem ser chamados de máfia ou mafiosos, e o juiz pode também ser chamado de guia ou Deus.

Variações de personagens

No jogo são possíveis algumas variações e adições de personagens, tornando-o mais divertido, como:

Um psicopata = Ele acorda em uma hora diferente dos assassinos, chamado pelo juiz, e faz, portanto, uma vítima diferente podendo ser até um assassino, entretanto, este não pode ser morto durante a noite pelos assassinos. No caso de times do bem e mal ele estaria no do mal, porém podendo prejudicá-lo.

Advogado e cliente = Em um 2º sorteio, diferente do principal (que se mantêm o mesmo), é decidido quem é o advogado e quem é o cliente sendo que ambos não revelarão sua identidade pelo papel/carta que os sorteou, assim como os outros (note que eles podem ser qualquer personagem, menos juiz).

Na 1ª rodada, o juiz deverá chamar ambos para que se reconheçam apenas.

Suas denominações são bem objetivas: Na hora de se discutir e votar em quem sai, no final de cada rodada, o advogado deve defender o cliente para que não seja votado. Caso o cliente seja eliminado o advogado é eliminado também como pena por não ter conseguido manter seu cliente no jogo. Já se o advogado morrer ou for eliminado antes do cliente, nada acontece, o cliente só deixa de ser cliente.

Cidadão do mal ou Delegado corrupto = É um cidadão com má índole. Ele está do lado dos assassinos, não tem opção de matar, mas pode ajudar os assassinos e tumultuar o jogo. E o delegado corrupto tem a mesma função do normal, porém ele deve descobrir quem é mal e o ajudar. Também a opção de haver ambos os jogadores dependendo do núumero de pessoas na roda.

Padeiro e Leiteiro = Há, ainda, a possibilidade de termos duas personagens do bem, o Padeiro e o Leiteiro, que se conhecem. Caso um dos dois seja morto, na mesma noite o sobrevivente vinga a morte do companheiro, escolhendo alguém para matar.

Variações do Jogo

Cidade Dorme originou uma versão para os amantes de O Senhor dos Anéis, O Condado Dorme.

A essência do jogo é a mesma, apenas mudando o nome dos personagens. Para o Juiz, usa-se o nome de Eru, O Criador, no universo tolkieniano. Para os assassinos, Orcs; para o Anjo, usa-se Maia, uma divindade e para o Delegado, usa-se Ranger, ou Guardião. Os Cidadãos são Hobbits, os habitantes do Condado.

Uso de Cartas

Para ilustrar ou agilizar o jogo pode-se adicionar o uso de cartas de baralho onde cada carta vai significar uma das personagens dos jogadores. Exemplo: O jogador que tirar o Rei se torna o Delegado-Detetive. A Rainha é o Anjo-Curandeiro. O Valete é o Assassino-Bandido, as outras cartas são das Vítimas e assim por diante.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Bill Halley e seus cometas, saudade do meu diretor Hans Gerhard Schorer na Icotron

Estimado leitor, recordar é viver. Saudades de meu diretor da Icotron, Hans Gerhard Schorer


O Cometa Halley e as pérolas da comunicação.



Leia neste texto como os desvios da comunicação podem alterar as mensagens enviadas.


De: Diretor Presidente
Para: Gerente

Na próxima sexta-feira, aproximadamente às 17:00 horas, o cometa Halley estará nesta área.

 Trata-se de um evento que ocorre a cada 78 anos.

Assim, por favor, reúnam os funcionários no pátio da Fábrica, usando capacete de segurança, quando eu explicarei o fenômeno a eles.

Se estiver chovendo, não poderemos ver o raro espetáculo a olho nu, sendo assim, todos deverão se dirigir ao refeitório, onde será exibido um filme "Documentário sobre o Cometa Halley".



De: Gerente
Para: Supervisor

Por ordem do Diretor-Presidente, na sexta-feira às 17:00 horas, o cometa Halley vai aparecer sobre a Fábrica, a olho nu.

Se chover, por favor, reúnam os funcionários, todos com capacete de segurança e os encaminhem ao refeitório, onde o raro fenômeno terá lugar, o que acontece a cada 78 anos.



De: Supervisor
Para: Chefe de Produção

A convite do nosso querido Diretor, o cientista Halley, 78 anos vai aparecer nu às 17:00 horas no refeitório da Fábrica, usando capacete, pois vai ser apresentado um filme sobre o raro problema da chuva na segurança.

O diretor levará a demonstração para o pátio da Fábrica.



De: Chefe de Produção
Para: Mestre

Na sexta-feira às 17:00 horas, o Diretor pela primeira vez em 78 anos, vai aparecer nu no refeitório da Fábrica, para filmar o Halley, o cientista famoso e sua equipe.

Todo mundo deve estar lá de capacete, pois vai ser apresentado um show sobre a segurança na chuva.

O diretor levará a banda para o pátio da Fábrica.



De: Mestre
Para: Funcionários

Todo mundo nu, sem exceção, deve estar com os seguranças no pátio da Fábrica na próxima sexta-feira, às 17:00 horas, pois o Sr. Diretor e o Sr. Halley, guitarrista famoso, estarão lá para mostrar o raro filme "Dançando na Chuva".

Caso comece a chover mesmo, é para ir pro refeitório de capacete na mesma hora. O show ocorre a cada 78 anos.

AVISO GERAL

Na sexta-feira o chefe da Diretoria vai fazer 78 anos e liberou geral pra festa às 17:00 horas, no refeitório.

Vão estar lá, pago pelo manda-chuva, Bill Halley e seus cometas.

Todo mundo deve estar nu e de capacete, porque a banda é muito louca e o rock vai rolar até o pátio, mesmo com chuva.

Fonte: Desconhecida.

quinta-feira, 8 de março de 2012

Negocios em rede de internet precisam de regras mais claras

Brasil fica em último em ambiente para negócios de cloud 



Publicado em 7 de março de 2012 por User5 

O Japão é o primeiro do ranking de 24 países, feito pela BSA, que avaliou regulamentações, infraestrutura de TI e leis contra cibercrime. 

O Japão é o país que está mais preparado em termos de infraestrutura tecnológica e regulamentações para sustentar o crescimento de cloud computing. 

A constatação vem de um estudo mundial realizado pela Business Software Alliance (BSA) com 24 nações. 

O Brasil aparece em último lugar do ranking atrás de outros mercados emergentes como Índia, Rússia e China. 

Batizado de Global Cloud Scorecard, o estudo da BSA constatou que há uma colcha de regulamentos conflitantes nos 24 países analisados e que podem ameaçar os negócios de cloud computing. 

Para evitar que isso aconteça, a entidade traçou recomendações que podem ser úteis para os governos dessas nações.

 Juntos, os 24 países analisados respondem por 80% do mercado mundial de Tecnologia da Informação e Comunicação. 

Segundo a BSA, o levantamento teve o objetivo de avaliar o potencial econômico da nuvem nesses mercados e sugerir mudanças que os governos locais precisam fazer. 

De acordo com a associação, é preciso melhorar as políticas e regulamentações para atender o modelo de cloud computing com processamento de dados que atravessa as fronteiras. 

Os países foram pontuados, levando em consideração suas leis e regulamentos para prestação de serviços de cloud olhando sete áreas: 

1-privacidade de dados; 

2- segurança cibernética: controle do cibercrime,

3- preservação da propriedade intelectual, 

4- tecnologia de interoperabilidade,

5- harmonização legal,

6- Livre comércio; e 

7- infraestrutura de TI. 




Os dez primeiros colocados que apresentam políticas mais robustas para negócios na nuvem são 

1- Japão, 
2- Austrália, 
3- Estados Unidos, 
4- França, 
5- Itália, 
6- Reino Unido, 
7- Coreia, 
8- Espanha,
9- Singapura e 
10- Polônia.



 "Os verdadeiros benefícios da computação em nuvem vêm com escala", disse o presidente e CEO da BSA, Robert Holleyman. 

Ele observa que em uma economia global, os provedores de serviços precisam ter capacidade para entregar serviço em qualquer parte do mundo. 

Entretanto, Holleyman destaca que esse modelo exige leis e regulamentos para permitir o fluxo de dados facilmente além fronteiras. 

Cada país tem suas regras para comércio dos serviços digitais, mas os governos terão de harmonizá-las para acompanhar essa tendência, diz ele. 

A diferença entre as nações 

O estudo constatou que o ambiente para cloud apresenta características diferentes entre as economias avançadas e em desenvolvimento. 

No Japão, Estados Unidos e Reino Unido, por exemplo, há bases legais sólidas e regulamentos para suportar o crescimento da computação em nuvem. 

Já em países emergentes como China, Índia e Brasil, ainda há muito a ser feito para integração com a nuvem global. 

O Japão se classificou em primeiro lugar porque, segundo a BSA, tem proteções de privacidade abrangentes que não inibem o comércio digital. 

Conta ainda com uma gama de proteção penal e infraestrutura de TI robusta. 

O país asiático é ainda líder no desenvolvimento de normas internacionais de tecnologia. 

 Uma descoberta surpreendente do estudo é que alguns dos países que estão indo bem também possuem leis e regulamentos que entram em conflito com outras nações

. Exemplo disso é o regulamento da União Europeia de Proteção de Dados que podem gerar impacto econômico para os negócios em grande escala na nuvem.

 "Para ter um mercado de nuvem global não precisamos que as de leis de todos os países sejam idênticas. Mas elas têm que ser compatíveis", disse Holleyman. 

Regras de privacidade e segurança são especialmente importantes. 

Elas devem promover com eficiência a administração de dados e ao mesmo tempo incentivar o comércio internacional, afirma o presidente da BSA. 

Para saber mais, clique em Mais informações, abaixo