Google Tag Manager

sábado, 19 de outubro de 2013

Historia da Cremer parte 2 de 4





História da Cremer Parte 2 – Evolução dos Produtos

 continuação do post anterior.

3  PRODUTOS CREMER  X  TECNOLOGIA

Ao iniciar suas atividades, a Cremer teve como seus principais produtos: ataduras, gazes, fraldas, absorventes e ataduras gessadas. Com aquisição de 48 teares automáticos ingleses, passam a aumentar a produção de fraldas, e nesses teares, iniciam também a produção de toalha de copa.

Em 1952, procurando estar perto do seu principal mercado consumidor, instala em São Paulo um escritório de vendas, com depósito. Em 1956 iniciam a produção de felpudos em teares nacionais de marca Ribeiro. Nos anos 1970 adquirem teares automáticos de tecnologia suíça, de marca Rüti, melhorando muito a qualidade do produto e aumentando a produção. Deixam de produzir em 1996, devido ao alto custo.

Quando a empresa completou 50 anos, em 30 de março de 1985, os produtos estavam bastante diversificados, quais sejam: compressas de gaze, ataduras de gaze e de crepom, curativos, algodão hidrófilo e ortopédico, fraldas (Tecnologia Suíça- teares Sulzer), compressas campo operatório, esparadrapo (Tecnologia “Beiersdorf”alemã, 1970) e adesivos industriais, plásticos (carretéis e tubetes-1974), ataduras gessadas Plastrona (Tecnologia “Paul Hartmann A . G.” alemã, 1976), toalhas felpudas de rosto, banho, praia , pisos para banheiro, etc.

A Cremer é considerada, hoje, o maior fabricante brasileiro de artigos hospitalares, no seu ramo, e também de fraldas. [...] Ampliando a cada dia o seu mercado no exterior, a Cremer exporta para 22 países, sendo os seus principais clientes os Estados Unidos, a República Federal da Alemanha, o Canadá, a Holanda e a Suíça (CREMER 50 ANOS, 1985, p. 20).

A base da matéria prima é o algodão, adquirida principalmente do nordeste e centro-oeste brasileiro. A empresa passou a dar ênfase na comercialização de produtos com maior valor agregado. Desta forma, passou a comercializar produtos para higiene infantil, produzidos por outras empresas, que passaram a ser revendidos com a marca Cremer, tais como: sabonetes, óleos e lenços umedecidos. Em 2006, os produtos de terceiros respondia por 24% do faturamento da empresa.

Continua em novo post, na parte 3 de 4.